Bonfim

Um blogue de vitorianos

quinta-feira, dezembro 27, 2007

Edinho



Quem não gosta do futebol de Edinho, não gosta de futebol. Mais até do que isso: eu diria que não percebe nada de futebol. Uma equipa sem um jogador como Edinho não é uma equipa que se preze, não tem ambição nem confiança.

As equipas com menos argumentos, ou seja, as equipas que são obrigadas a fechar-se mais na defesa contra os adversários, têm necessariamente de optar por jogadores mais rápidos na frente. Equipas como o nosso Vitória. Jogadores como o «nosso» Matheus. Mas a Vitória de 2007/2008 não é a equipa frágil e medrosa dos anos anteriores. Com o trabalho de Carvalhal, nasceu uma confiança que não era normal no Vitória. Uma confiança madura e profissional. Ganham-se jogos no início e aguenta-se o resultado com um grande profissionalismo. Mas isto já não se faz só no contra-ataque, não se faz só com Matheus. Faz-se, sobretudo, porque temos Edinho.

Com Edinho, o Vitória passou a revelar a confiança de quem joga ao ataque. De quem mostra ao adversário que tem a certeza de que a bola, mais tarde ou mais cedo, vai cair na área adversária e vai sobrar para a cabeça, pé, peito ou mão (obrigado, El Pibe, pelo que nos deste antes de te tornares um Estalinista convicto) de Edinho. Este é o nosso jogador que mostra, quando entra, que o Vitória não se vai fechar, mas sim jogar um futebol mais directo. A bola já pode chegar à área com mais leviandade, já se pode jogar para o golo, porque mesmo quando Edinho não toca na bola, está a fazer estragos. Ninguém deixa um jogador como ele à solta na área. Ou se marca o homem em cima, ou é o fim.

Jogar com Edinho, um jogador com um físico impressionante e uma técnica bem bonita de se ver no campo, é meio jogo ganho. Nos últimos anos, apenas Fábio (do tempo de Norton de Matos) tinha um papel aproximado, se bem que com eficácia mais reduzida e técnica mais limitada. Agora, pôr sempre Edinho a ponta-de-lança, com tudo o que nos pode dar, mas também com algum sacrifício da mobilidade e velocidade ofensivas, é algo que só as grandes equipas podem fazer.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial